Ã÷Öé¹Ù·½ÍøÖ·

Portal Tributário Obras Eletrônicas Cadastre-se Tributos Boletim Downloads

Tamanho do Texto + | Tamanho do texto -

DIFERENÇA ENTRE DESCONTO INCONDICIONAL E DESCONTO CONDICIONAL

Para fins tributários e contábeis, deve-se atentar para que os descontos incondicionais recebam tratamento diferenciado dos descontos condicionais.

DESCONTOS INCONDICIONAIS

Os descontos incondicionais são considerados parcelas redutoras do preço de vendas, quando constarem da nota fiscal de venda dos bens ou da fatura de serviços e não dependerem de evento posterior ?emissão desses documentos; esses descontos não se incluem na receita bruta da pessoa jurídica vendedora e, do ponto de vista da pessoa jurídica adquirente dos bens ou serviços, constituem redutor do custo de aquisição, não configurando receita.

Exemplo:

Mercadorias R$ 100.000,00
(-) Descontos Incondicionais R$ 20.000,00
(=) Valor de Venda/Nota Fiscal R$ 80.000,00

Tais R$ 80.000,00 constituirão a receita bruta da vendedora e, para o comprador, o custo das mercadorias.

Nota: observar que o e o ICMS Substituição Tributária, cobrados destacadamente na nota fiscal, também são parcelas redutoras da receita bruta.

Teremos então:

No vendedor: contabilização de R$ 80.000,00 de receita de vendas de mercadorias.

No comprador: contabilização de R$ 80.000,00 de aquisição de mercadorias.

DESCONTOS CONDICIONAIS

J?os descontos condicionais são aqueles que dependem de evento posterior ?emissão da nota fiscal, usualmente, do pagamento da compra dentro de certo prazo, e configuram despesa financeira para o vendedor e receita financeira para o comprador.

Exemplo:

明珠官方网址Pagamento de duplicata com desconto por pagamento pontual de R$ 1.000,00, oferecido pelo vendedor ao comprador.

明珠官方网址Teremos então:

明珠官方网址No vendedor: contabilização de R$ 1.000,00 a título de despesa financeira (desconto concedido).

No comprador: contabilização de R$ 1.000,00 a título de receita financeira (descontos obtidos).

Veja tópicos correlatos no Guia Tributário Online:

RECEITA BRUTA DAS VENDAS E SERVIÇOS ?CONCEITO TRIBUTÁRIO
PIS E COFINS - RECEITAS FINANCEIRAS
PIS E COFINS ?EXCLUSÕES NA BASE DE CÁLCULO
LUCRO PRESUMIDO ?CÁLCULO DO IRPJ
LUCRO PRESUMIDO ?CÁLCULO DA CSLL
IRPJ E CSLL - RECOLHIMENTOS POR ESTIMATIVA ?LUCRO REAL
LUCRO ARBITRADO ?ASPECTOS GERAIS
IPI - VALOR TRIBUTÁVEL

Tributação | Planejamento Tributário | Tributos | | Publicações Fiscais | Guia OnLine | Boletim Fiscal | 100 Ideias | | | RIR | RIPI | RPS | ICMS | IRPJ | IRPF | IPI | ISS | PIS e COFINS | Simples Nacional | Cooperativas | Artigos | | |